a D-AURA constrói-se enquanto uma marca que traz em seu DNA a forte influência do ambiente urbano. seu conceito é composto na criação de peças que encontram na exploração do detalhe um campo de aprimoramento. a pesquisa desenvolvida em conjunto à modelagem e sua relação com o corpo são provocações constantes em suas criações. ​ a procura pela desconstrução do corpo enquanto gênero, paralela à reconstituição deste enquanto plataforma para a expressão de uma personalidade, surgem como disparadores para a composição das peças. estas procuram, dentro de seus usuários, a exponencialização daquilo instrínsceco à eles, e que toma composição visual a partir do material que recobre seus corpos. a arquitetura e o modo de pensar arquitetônico apresentam reflexos diretos no processo criativo da marca. o resultado dessa associação resulta em peças que, para além de um requinte estético-visual, possuem 'métodos construtivos' elaborados e únicos que partem do entendimento do tecido à exploração absoluta de suas capacidades.